Home Notícias Cidades Homem pede doação e tenta esfaquear família em Americana

Homem pede doação e tenta esfaquear família em Americana

Compartilhe
Foto: Reprodução/Facebook
Tivoli Patinação

Uma família de Americana viveu momentos de terror na tarde deste domingo(6). Um homem de boa aparência e bem vestido pediu doações em uma residência na região central da cidade, próximo ao Colégio Heitor Penteado, e tentou esfaquear uma mulher grávida e seu filho.

De acordo com o relato publicado por Keila Santos, no Facebook, o rapaz se aproximou da residência e pediu doações para os desabrigados pela chuva que atingiu a cidade. A mulher então chamou seu filho para pegar uma caixa de roupas para doar. No momento em que abriu o portão para entregar a caixa, o homem empurrou o portão e com uma faca na mão tentou atingir a mãe e o filho.

-----TEXTO CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
Cultura Inglesa

Objetivo

Ao ver a cena, o filho tentou intervir. “Por favor moço, minha mãe está grávida”, disse o garoto de acordo com Keila. Neste momento ela gritou por seu marido Ricardo, que saiu da residência e entrou em luta corporal com o homem. Ricardo escorregou na calçada da residência e machucou a perna e braço.

De acordo com o post, um carro se aproximou da residência e o homem fugiu.

Leia na íntegra o relato publicado por Keila:
“Hoje a tarde minha família passou momentos horríveis.
Um rapaz de boa aparência, bem vestido, chamou no portão, ele disse que estava arrecadando roupas e alimentos para os desabrigados da última enchente aqui de Americana. Eu tinha uma caixa de roupas, chamei meu filho Pedro para ajudar a levar a caixa pra ele, a hora que abrimos o portão o rapaz nos empurrou falando pra gente entrar, com uma faca na mão, ele me derrubou no chão, meu filho falou: Por favor moço minha mãe está grávida. Nisso o cara tentou esfaquear meu filho, pegou na caixa, eu pedi pelo amor de Deus que estou grávida e comecei chamar o Ricardo. O Ricardo já saiu dando chute nele, o cara fugiu, o Ricardo saiu atrás, escorregou na calçada. O cara veio pra esfaquear ele, vieram uns caras, um carro parou, ele fugiu. Foi horrível.
Agora está tudo bem.
Estou escrevendo isso pra vocês ficarem espertos, não atendem o portão, nem pra dar um copo de água, não vemos maldade, mas infelizmente as pessoas são ruins. O ser desse ter coragem de agredir uma mulher grávida, esfaquear um cara que está tentando ajudar…
Eu nem sei o que estou sentindo, não sei se é medo, raiva, tristeza… Mas sei que quero que você lendo esse post pense que isso pode acontecer com qualquer um, então cuidado.”


Mineiro neutro

Zuhause


Quer divulgar sua empresa no Portal de Americana? Clique aqui e saiba mais!
Compartilhe