Home Notícias Cotidiano Promotor do MP afirma que Barragem de Salto Grande não tem risco...

Promotor do MP afirma que Barragem de Salto Grande não tem risco de rompimento

Compartilhe
Foto: Divulgação
-----PUBLICIDADE------
Tivoli Natal

O promotor de Justiça de Americana, São Paulo, Ivan Carneiro Castanheira afirmou na tarde desta terça-feira (25) aos deputados integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo que investiga a segurança da Barragem de Salto Grande que o equipamento é seguro e não apresenta sinais visuais de vazamentos, umidades ou rachaduras.

“Estivemos presente no local e a questão da segurança está equacionada. O que eu sugiro que esta Casa faça com relação à barragem é uma investigação da qualidade da água do local, que envolve um processo muito complexo: com a situação de despejo de esgoto de 11 cidades, atividade agrícola da região, licenciamento ambiental e as questões de turismo e comércio”, afirma o promotor.

-----TEXTO CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
Feiracon

Mineiro aniversário 2019

O relator da CPI, deputado Rafa Zimbaldi solicitou ao promotor que envie à comissão todo o relatório feito pelo Ministério Público que diz respeito à segurança da Barragem. “Gostaria também de convidar o promotor para acompanhar esta CPI na diligência que faremos na Barragem ainda no próximo mês, vamos constatar os apontamentos expostos aqui e depois marcaremos oitivas com representantes da CPFL Renováveis e Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e depois iniciaremos o relatório final”, explica Rafa.

O presidente da CPI, deputado Roberto Morais agradeceu a presença do promotor e a sugestão para que os deputados investiguem as questões que envolvem a qualidade da água da represa, bem como os responsáveis pelo despejo e manutenção. Nesse contexto, Morais questionou o representante do MP se o órgão tem algum inquérito que apresente os envolvidos e as sugestões de ações para despoluição. Castanheira afirmou que além de promotor de Justiça de Americana é também integrante do Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente (GAEMA), portanto, colocou todo o trabalho de investigação do órgão à disposição dos deputados e ainda acrescentou: “Como membro do Conselho Federal dos Direitos Difusos, conto com o apoio do legislativo para que seja possível criar um projeto de concepção para que possamos usar o dinheiro do fundo em ações como esta da Represa de Salto Grande, por exemplo”.

Ahead Inauguração

Arbix



Quer divulgar sua empresa no Portal de Americana? Clique aqui e saiba mais!
Compartilhe