Brasil

CGU revoga nota de Bolsonaro que punia servidores que criticassem o governo

0
Foto: Pixabay
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

A Controladoria-Geral da União (CGU) revogou nota técnica aprovada durante o governo de Jair Bolsonaro para punir funcionários públicos que se manifestassem contra o governo nas redes sociais. A decisão que revoga a nota foi assinada no dia 16 de janeiro.

A regra que foi revogada pretendia adequar o Estatuto do Servidor Púbico (Lei nº 8.112/1990) para definir o alcance dos deveres dos funcionários de serem leais às instituições e efetivar a proibição de manifestações contrárias à repartição.

De acordo com a CGU, a revisão do documento foi feita em razão de possível afronta ao direito constitucional de livre manifestação do pensamento.

“A CGU preza pela defesa dos direitos fundamentais garantidos pela Constituição Federal, bem como pela manutenção dos valores e do regime democrático. Nesse contexto, a decisão pela revogação da nota técnica foi motivada pelas controvérsias em torno de possíveis interpretações resultantes do documento que poderiam causar danos à liberdade de expressão de agentes públicos”, declarou o órgão.

Segundo a controladoria, não foram identificados processos em andamento contra servidores e punições disciplinares com base na regra revogada.




Boate Kiss: “tive minha juventude arrancada”, diz sobrevivente

Notícia Anterior

PGR denuncia mais 150 por atos antidemocráticos de 8 de janeiro

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Brasil