Esportes

Palmeiras empata com Atlético e vai à final da Libertadores

0
Foto: Cesar Greco/Palmeiras
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli Teatro

O Palmeiras está na final da Libertadores pela segunda vez seguida. Nesta terça-feira (28), o Verdão empatou por 1 a 1 com o Atlético-MG no Mineirão, em Belo Horizonte, no jogo de volta do confronto pelas semifinais. No duelo de ida, há uma semana, as equipes empataram sem gols no Allianz Parque, em São Paulo. O Alviverde se beneficiou pelo gol marcado fora de casa.

É a sexta vez que o clube paulista chega à decisão do maior torneio do continente. Atual campeão da América, o Palmeiras também ergueu a taça em 1999, sendo vice em 1961, 1968 e 2000. O Verdão pode se igualar a Santos, Grêmio e São Paulo, únicos times brasileiros a conquistarem a Libertadores em três ocasiões. O Atlético, por sua vez, não conseguiu repetir a história de 2013, quando alcançou a final e ficou com o título.

A final sul-americana será disputada em 27 de novembro, no estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai). O adversário sairá do confronto entre Flamengo e Barcelona (Equador), que fazem a segunda partida na próxima quarta-feira (29), às 21h30 (horário de Brasília), na cidade equatoriana de Guayaquil. O Rubro-Negro venceu o duelo de ida, na semana passada, por 2 a 0 no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Após 90 minutos de pouca inspiração na ida, Atlético e Palmeiras proporcionaram um jogo mais animado no Mineirão. A partida foi lá e cá, com as equipes pecando no último passe e na pontaria. A melhor chance do Verdão no primeiro tempo surgiu aos 25 minutos, com o lateral Joaquín Piquerez avançando pela esquerda, puxando a bola para a perna direita e chutando rente à meta defendida por Everson. Aos 45, o Galo assustou com o meia Nacho Fernández, que ganhou a dividida com o volante Feilpe Melo na esquerda e bateu cruzado, obrigando o goleiro Weverton a salvar os paulistas.

Os times mantiveram o duelo frenético na segunda etapa. Nos três primeiros minutos, os atacantes Hulk e Rony fizeram Weverton e Everson, respectivamente, trabalharem. Aos seis, o meia Jair cruzou pela esquerda e o atacante Eduardo Vargas, às costas do lateral Marcos Rocha, mandou de cabeça para as redes. O chileno teve a chance de ampliar quatro minutos depois, frente a frente com o goleiro palmeirense, mas chutou para fora. Fez falta.

O Verdão apertou e foi premiado aos 22 minutos. Gabriel Veron, que tinha entrado um minuto antes, recebeu de Piquerez pela esquerda e cruzou rasteiro para o também atacante Dudu igualar de carrinho. A pressão inverteu de lado e o Galo passou a trabalhar a bola no ataque, mas sem conseguir superar a marcação rival. Nos acréscimos, o Alvinegro passou a alçar bolas na área palmeirense, sem êxito, para lamento da torcida que foi ao Mineirão e festa alviverde no gramado.

Os dois times voltam a se concentrar no Campeonato Brasileiro. Pela 23ª rodada, o Atlético-MG recebe o Internacional no Mineirão, às 21h de sábado (2). No domingo (3), às 18h15, o Palmeiras encara o Juventude no Allianz Parque. O Galo lidera a competição com 46 pontos, oito a frente do Verdão, que está em segundo.


Prevent Senior obrigou uso de remédios sem comprovação, diz advogada

Notícia Anterior

Senado aprova projeto que torna CPF único número de identificação

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Esportes