Cotidiano

Sumaré aprova lei que proíbe venda de canudos plásticos na cidade

1
Foto: Pixabay
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli Teatro

Os vereadores de Sumaré aprovaram na noite desta terça-feira (12) o Projeto de Lei de autoria do vereador Valdir de Oliveira (DEM) que proíbe a utilização de canudos de plástico, exceto os biodegradáveis, em restaurantes, bares, quiosques e similares do município. A proposta recebeu 20 votos favoráveis e segue agora para a sanção do prefeito Luiz Dalben.

O projeto aprovado prevê que os estabelecimentos comerciais ficarão obrigados a fornecer somente canudos de papel biodegradável ou reciclável. “Quero agradecer aos vereadores que aprovaram por unanimidade esta proposta por se tratar de uma questão de valorização do meio ambiente e saúde pública. Abolir o canudinho também pode prevenir doenças de hiperatividade, câncer de mama, câncer de intestino grosso, infertilidade masculina, entre outros problemas relacionados às glândulas”, disse Valdir.

Pela proposta, na primeira autuação, os estabelecimentos que descumprirem a proibição estarão sujeitos à advertência e intimação para cessar a irregularidade. No caso de segunda autuação, será aplicada multa no valor de 120 UFESP’s (Unidades Fiscais do Estado de São Paulo). Na repetição do descumprimento, a multa dobrará de valor.


Bolsonaro recebe alta e deixa hospital em São Paulo

Notícia Anterior

Morre aos 96 anos a atriz e cantora Bibi Ferreira

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano