Brasil

PF prende pastor por acusação de racismo

0
Foto: Divulgação
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Semana do consumidor

Na manhã desta quinta-feira(24) a Polícia Federal deflagrou a Operação Rófes,h para prender líder de grupo religioso radical, conhecido por promover discursos de ódio contra o povo judeu. O pastor Tupirani da Hora Lores é líder da igreja Pentecostal Geração de Cristo.

Na ação, os policiais federais cumprem mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão no bairro de Santo Cristo, região central do Rio de Janeiro, expedidos pela 8ª Vara Federal Criminal/RJ.

De acordo com as investigações, o suspeito produziu e publicou diversos vídeos com ataques diretos aos judeus e membros de outras religiões.

Além dos crimes de racismo e ameaça, o investigado responderá por incitação e apologia de crime. Caso seja condenado, poderá cumprir pena de até 26 anos de reclusão.

O nome da operação Rófesh, em hebraico, significa liberdade, fazendo alusão às recentes discussões sobre os limites da liberdade de expressão.


Itamaraty prepara retirada de brasileiros que estão na Ucrânia

Notícia Anterior

Obras para instalação da nova bomba para região do Pós-anhanguera estão avançadas

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Brasil