TV & Famosos

Canais Globo e Globoplay terão campanha e programação para o Dia do Orgulho LGBTQIA+

0
flag 4552833 1280
Imagem Ilustrativa
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

O acolhimento, o afeto, o respeito e o orgulho daqueles que amamos são parte essencial nas relações familiares. Essa é a mensagem da campanha da Globo em celebração ao Dia do Orgulho, que reforça a importância do acolhimento da família como demonstração de amor. Com veiculação nos canais Globo, o filme tem narração de Tadeu Schmidt e mostra a força da empatia pelas tentativas e recomeços, do apoio às escolhas diárias, da celebração das pequenas e grandes conquistas e do respeito por serem quem são. A tagline #AmarÉRespeitar encerra o filme, como um convite para que os brasileiros também façam parte dessa corrente de orgulho.

Na Plataforma Gente, um artigo fala sobre a importância do acolhimento familiar para as pessoas LGBTQIA+, refletindo um panorama sobre como essa relação contribui para a saúde mental e estimula o respeito à diversidade.

canal whats

Os canais Globo também embarcam na celebração da data e exibem conteúdos especiais relacionados ao tema. Confira:

GNT
O GNT está com uma programação especial durante todo o mês de junho para celebrar o amor, a diversidade e a resistência. Na segunda, dia 26, o canal exibe o documentário “Sweetling” às 23h45, que apresenta a história de um casal apaixonado, mas um quadro crescente de demência passa a trazer desafios à vida colorida das duas. Na terça, 27, vai ao ar o último episódio da série ‘Do Amor e de Luta’. Nanda Costa e Lan Lanh visitam universos de outras famílias e apresentam com clareza e realidade tópicos necessários de serem debatidos na nossa sociedade. Às 23h15.

Na quarta, o quadro ‘Orgulho por inteiro’ do ‘Saia Justa’ promove discussões sobre o significado de “viver por inteiro”, com depoimentos emocionantes dos apresentadores do ‘TVZ Temporada Especial Mês do Orgulho’, do Multishow. Logo após, às 23h30, vai ao ar um episódio especial da série ‘Vestidas de Amor’, título original do Globoplay, em que o vestido de noiva é a janela para falar de casamento em diversos contextos Brasil afora.

TV Globo
O terceiro episódio da antologia ‘Histórias Impossíveis’ traz uma história de amor e resistência em ‘Falas de Orgulho’. Única história de amor da série criada por Renata Martins, Jaqueline Souza e Grace Passô, o episódio ‘Sísmicas’ o casal Lena (Ana Flavia Cavalcanti) e Kátia (Kika Sena) tem a relação abalada por ameaças psicológicas e especulação imobiliária. Com direção artística é de Luísa Lima e direção de Thereza Médicis, Everlane Moraes, Graciela Guarani e Fábio Rodrigo, o especial vai ao ar na segunda-feira, dia 26, após o ‘Tela Quente’.

Multishow
No dia 26, o Multishow estreia “Transmusical”, que destaca a arte e a musicalidade de cantoras transgênero como Candy Mel, Urias, Linn da Quebrada, Liniker, Danny Bond e Mulher Pepita. Em seis episódios, que vão ao ar de segunda a sábado, sempre às 19h30, o programa inédito traz depoimentos e performances ao vivo e mostra que a arte pode transcender a comunidade LGBTQIA+ e alcançar a todos. Na quinta, 29, o comando do TVZ especial Mês do Orgulho será de Carol Biazin, que vai se apresentar e receber convidados.

Globonews
Neste domingo, dia 25, a partir das 23h, a GloboNews exibe o documentário ‘Trans’. Com direção de Renata Baldi e Fernanda Dedavid, o filme produzido pela GloboNews mergulha na história de pessoas que mudaram de sexo ou que ainda não se definiram para mostrar como é a vida de quem nasce com um corpo que não corresponde ao que se é.

Telecine
Na quarta, dia 28, o Telecine terá uma programação especial ‘Orgulho que Atrai Orgulho’. O Telecine Premium exibe, a partir das 17h35, os filmes “Depois Daquela Festa”, “Marte Um”, “Minha Mãe É Uma Peça 3” e “Mais que Amigos”. Já o Telecine Cult começa a exibição a partir das 13h45 com os filmes “Retrato de Uma Jovem em Chamas”, “Rafiki”, “Tinta Bruta” e “A Criada”.

O Telecine também disponibilizou a Cinelist de Orgulho LGBTQIA+, dentro do Telecine no Globoplay e nas operadoras de TV por assinatura. O catálogo reúne filmes nacionais como ‘Mais que Amigos’, ‘Marte Um’, ‘Hoje Eu Quero Voltar Sozinho’ e ‘Tinta Bruta’; e internacionais como ‘O Segredo de Brokeback Mountain’, ‘As Vantagens de Ser Invisível’, ‘Milk – A Voz de Igualdade’, ‘Tomboy’, ‘Rafiki’, entre outros.

Canal Brasil
O Canal Brasil preparou uma seleção especial com séries e filmes, ficções e documentários, mostrando como o tema é refletido nas lentes dos cineastas do Brasil e do mundo. Na quarta, dia 28, serão exibidos os filmes ‘Tinta Bruta’, ‘As Cores do Divino’, ‘Cazuza – O Tempo Não Para’ e ‘Maratona: Toda Forma de Amar’. Já na quinta, dia 29, são veiculados os filmes ‘O Baile dos 41’, ‘Divinas Divas’, ‘Coroando’, ‘Raia 4’, ‘Curta na Tela: Bonde + Guaxuma + Quebramar + Alfazema + Uma Paciência Selvagem Me Trouxe até Aqui’ e ‘Flores Raras’. No último dia do mês, serão dois episódios da série ‘Nós’ e ‘Bixa Travesty’ e os filmes ‘As Boas Maneiras’, ‘Eu, Um Outro’, ‘Alice Júnior’, ‘Maratona Transgente’, ‘Curta na Tela: Tea For Two’. E no sábado, dia 1º de julho, o filme ‘Os Primeiros Soldados’ será exibido.

Globoplay
O Globoplay criou um agregador de conteúdo exclusivo reunindo filmes, documentários e programas. São obras ficcionais e histórias reais que celebram o amor, promovem reflexão, jogam luz sobre a visibilidade trans e trazem depoimentos recheados de emoção. Entre os dias 26 e 30 de junho, a plataforma vai liberar o acesso para não assinantes do primeiro episódio da série original ‘Vestidas de Amor’, que traz uma linda história de amor do casamento entre Josy e Carla, que passaram anos driblando o preconceito antes do matrimônio. O episódio também será exibido no GNT, no dia 28, após o Saia Justa.

Podcasts
O portfólio de podcasts da Globo também possui títulos que abordam o movimento, debatem temáticas que passam por inclusão, romance homoafetivo e barreiras impostas pelo preconceito. O recém-lançado ‘Depois que Tudo Mudou’, podcast de ficção exclusivo e original Globoplay, retrata a vida de três adolescentes pretos e queer em Salvador, mostrando os conflitos internos e evolução pela qual eles passam. Em ‘Para Tudo’, a DragQueen Lorelay Fox fala sobre atualidades, cultura pop e muito mais. O ‘Nos Armários dos Vestiários’, apresentado por Joanna de Assis e William de Lucca, investiga a homofobia no futebol, colocando o dedo na ferida de um problema no esporte mais popular do país. Já em ‘E aí, Gay?’, os jornalistas Felipe Dantas, Thiago Theodoro e Paulo Corrêa trazem uma conversa descontraída sobre os rumos da vida e cultura pop.

Globo Filmes
A Globo Filmes têm duas coproduções que estreiam ainda este ano nos cinemas. Com direção e roteiro de Carolina Markowicz, ‘Pedágio’ conta a história de Suellen, uma funcionária de um pedágio que percebe que pode usar seu trabalho para fazer uma renda extra. Mas tudo por uma causa nobre: conseguir pagar um caríssimo tratamento para o que considera ser um grande problema do seu filho: seu jeito ‘diferente’. O filme tem produção da Biônica Filmes e de O Som e a Fúria e traz no elenco nomes como Maeve Jinkings, Thomás Aquino, Kauan Alvarenga, Aline Marta, Caio Macedo, Vinícius Alves, Isac Graça, Marat Descartes, Alexandre Roit e Clarissa Pinheiro.

Já ‘Cidade Campo’, da diretora Juliana Rojas, traz duas histórias sobre migração entre a cidade e o campo. Após o desastre de uma barragem de dejetos de mineração inundar sua cidade natal, a trabalhadora rural Joana se muda para São Paulo para encontrar sua irmã Tania, que mora com seu neto Jaime. Após a morte do pai, Flávia se muda para a fazenda dele com a esposa Mara. A natureza obriga as duas mulheres a enfrentar frustrações e lidar com velhas memórias e fantasmas. Produção da Dezenove Som e Imagens, o filme conta com Bruna Linzmeyer, Mirella Façanha, Fernanda Vianna, Preta Ferreira, Andrea Marquee e Kalleb Oliveira no elenco.

Globo.com
Seguindo as homenagens ao Dia do Orgulho, durante toda a semana a logo da Globo.com apresentará a nova bandeira do movimento LGBTQIA+. A tradicional bandeira com as cores do arco-íris é utilizada pelo movimento desde 1978. Agora, em sua nova versão, carrega também a gravura do orgulho intersexo, a paleta de cores que fazem referência ao orgulho trans e listras que representam a luta antirracista.



Todos os passageiros do submarino morreram, diz empresa responsável

Notícia Anterior

Daniela Lima é a nova contratada da GloboNews

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em TV & Famosos