Cotidiano

Padre Kelmon é desligado da Igreja Ortodoxa do Peru no Brasil

0
Foto: Divulgação de Campanha/ Padre Kelmon
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

O ex-candidato do PTB à Presidência da República, Kelmon Luís Souza, o Padre Kelmon, foi desligado da igreja da Igreja Ortodoxa do Peru no Brasil. A informação foi divulgada pela igreja através de uma nota.

Na campanha eleitoral, o padre serviu de apoio para o também candidato Jair Bolsonaro(PL) nos debates presidenciais na TV. No segundo turno ele apoiou oficialmente a candidatura de Bolsonaro.

O documento é assinado por pelo arcebispo metropolitano no Peru e autoridade máxima da Igreja Católica Apostólica Ortodoxa do Peru, Mor Francisco Ángel Ernesto Móran Vidal, e o Mons. Miguel Phellype Thiago Martins, vigário episcopal no Brasil.

“Decidimos cancelar a Provisão 0025/21 conferida ao Pe. Kelmon Luis da Silva. Também informamos que decidimos desencardinar do clero o Pe. Kelmon Luis da Silva e também o Pe. Lucas Soares Chagas. Dessa forma, os mesmos ficam proibidos de ministrar os sacramentos e de falar em nome da Igreja Ortodoxa do Peru-Tradição canônica Síro Ortodoxa Malankara Indiana”, disse a igreja.


Siga o @portaldeamericana no Instagram (clique aqui)

STF considera orçamento secreto inconstitucional

Notícia Anterior

Greve de pilotos e comissários atrasa voos no Aeroporto de Congonhas

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano