Brasil e Mundo

100 mil turistas devem chegar ao Rio de Janeiro em navios

0
Turistas chegam em transatlânticos no Píer Mauá na maior temporada de cruzeiros dos últimos 20 anos.
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli Natal

Doze navios transatlânticos, transportando 100 mil turistas, passarão pelo Píer Mauá, no Rio de Janeiro, a partir deste domingo (1º) até o dia 29 próximo. Desse total, oito navios são internacionais (Queen Victoria, Oceania Marina, Europa2, Hamburg, Island Princess, Volendam, Celebrity Eclipse e Azamara Pursuit).

É o maior número de transatlânticos internacionais dos últimos 20 anos que aportarão no Rio. O gerente de Operações do Píer Mauá, Alexandre Gomes, disse que esses cruzeiros vão movimentar “cerca de R$ 120 milhões na economia da cidade, em um mês”.

No período do carnaval, de 22 a 25 de fevereiro, oito desses 12 transatlânticos estarão na capital fluminense, sendo que três passarão a noite de domingo no Rio e três a noite da segunda-feira, para que os passageiros possam ir ao Sambódromo ver os desfiles das escolas de samba do grupo especial. Desses oito navios que vão ficar para o carnaval, cinco são internacionais.

Hoje (1º), chegou ao Píer Mauá o MSC Fantasia que vai retornar ao Rio seis vezes durante o mês de fevereiro. Ele integra as embarcações que realizam viagens curtas com roteiros diversos pela América do Sul. Os outros são o Sovereign, que retornará à cidade sete vezes; o MSC Musica e o Costa Pacifica, que voltarão ao Rio três vezes cada um.

O gerente de Operações do Píer Mauá informou que, pela primeira vez, partindo do Rio, acontecerá a décima quarta edição do Projeto Emoções em Alto Mar, entre os dias 15 e 19 de fevereiro, no MSC Fantasia, com o cantor Roberto Carlos. O projeto foi iniciado em 2005 para reunir amigos e admiradores do artista a bordo de um cruzeiro.


Informação de contaminação por coronavírus no Hospital Municipal é falsa

Notícia Anterior

Bolsonaro anuncia fábrica “que extraí água do ar”

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.