Cotidiano

Americana só possui 3 respiradores disponíveis em todos os hospitais da cidade

0
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli dois amores 2021

Americana atingiu o seu pior número de ocupação de leitos reservados para covid-19 desde o início da pandemia. Há apenas três leitos com respiradores disponíveis em todos os hospitais da cidade.

Nesta quarta-feira (10), de acordo com o boletim emitido pela Prefeitura de Americana, por meio da Vigilância Epidemiológica, a taxa geral de ocupação de leitos para Covid-19 no município é de 95% de leitos com respiradores (de 59 no total, 56 estão ocupados) e de 79% de leitos sem respiradores (de 75 no total, 59 estão ocupados). O Hospital Unimed remanejou leitos de enfermaria para UTI e o Hospital São Lucas ampliou um leito de UTI.

No Hospital Municipal a taxa de ocupação é a seguinte: 100% com respiradores (de 15 no total, 15 ocupados) e 100% sem respiradores (de 23 no total, 23 ocupados). No Hospital São Lucas, a taxa de ocupação de leitos é de 100% com respiradores (de 11 no total, 11 ocupados) e 53% sem respiradores (de 17 no total, 9 ocupados); no Hospital São Francisco a taxa é de 70% de leitos com respiradores (de 10 no total, 7 ocupados) e de 43% sem respiradores (de 14 no total, 6 ocupados) e no Hospital Unimed a taxa é de 100% de leitos com respiradores (de 23 no total, 23 ocupados) e de 100% de leitos sem respiradores (de 21 no total, 21 ocupados).

Quadro geral

O quadro geral da Covid-19 em Americana é o seguinte: 11.984 casos positivos, sendo 20 internados, 300 óbitos, 427 em isolamento domiciliar, 11.237 recuperados e 91 casos suspeitos aguardando resultados de exames. Além disso, o município contabiliza agora 19.723 casos que eram considerados suspeitos, mas que já foram descartados pelo resultado de exame negativo.


Americana chega a 300 mortes por coronavírus

Notícia Anterior

Vacina do Butantan é eficaz contra novas cepas do coronavírus, diz pesquisa

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano