Variedades

Banho: saiba porque somos mais criativos no chuveiro

0
Foto: Freepik
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

Não é incomum ouvirmos relatos de pessoas que tiveram ideias que podem se tornar projetos de sucesso enquanto estavam no banho, no chuveiro. E isso pode ir mais além do cantar, ou seja, de pensar em uma letra de música. A criatividade que circunda esse momento pode ser mola propulsora de cases de sucesso diversos.

Foi o que explicou o Pós PhD Neurocientista Prof. Dr. Fabiano de Abreu Agrela, que reforçou ainda que esses lapsos de boas ideias podem acontecer sobretudo e com mais frequência nos banhos com água quente.

“Níveis mais altos de dopamina impulsionam nossa motivação para explorar e aumentar a criatividade. O nível de impulso criativo é de acordo com a atividade das vias dopaminérgicas no sistema límbico. O banho é um gatilho para o aumento do fluxo de dopamina. Assim como dirigir de volta para casa e fazer exercícios”, explicou.

Mas, ainda conforme Fabiano, não é apenas a dopamina a responsável, até porque ela também está associada a um risco aumentado de doença mental a depender do ciclo, rotina, em como é liberada. Segundo ele, essas ocasiões como o banho, por exemplo, distrai, e essa distração é a pausa necessária para que se destoa dos focos, objetivando assim o foco nos pensamentos.

Desta forma, o neuro explica que o chuveiro torna-se o “período de incubação” para as ideias. “A mente subconsciente tem trabalhado arduamente para resolver os problemas que você enfrenta e agora que você deixa sua mente vagar, ela pode vir à tona e plantar essas ideias em sua mente consciente”, garantiu.

“Quando as ondas alfa, que surgem no crepúsculo intermediário onde existe a calma, mas não o sono, ou seja, no relaxamento, estão propagando no cérebro, os holofotes dos pensamentos são interiorizados. Um fluxo de associações remotas que emana do hemisfério direito do cérebro. Normalmente, nossa atenção tende a ser direcionada para fora, o que é natural e relacionado ao instinto. E focamos nas pendências do cotidiano”, adendou.

Um outro ponto que foi alertado pelo Pós PhD foi que esse padrão de atenção seja necessário ao resolver problemas analiticamente, na verdade ele nos impede de detectar as conexões que levam aos insights.


Siga o @portaldeamericana no Instagram (clique aqui)

Arvore cai sobre família e mata criança de 5 anos

Notícia Anterior

Preço de combustíveis teve queda nos postos de gasolina, diz ANP

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Variedades