Brasil

Poupança tem maior saque da série histórica em janeiro, de R$ 33,6 bi

0
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

A caderneta de poupança começou 2023 com um recorde negativo: o maior saque líquido da série histórica do Banco Central, iniciada em 1995, em um contexto de juros elevados, enfraquecimento da economia e inflação alta. A retirada líquida foi de R$ 33,631 bilhões em janeiro, maior do que a saída de R$ 19,666 bilhões do mesmo mês de 2022, que, até então, era o pior resultado para o mês da história.

Dentre todos os meses, o saldo de janeiro deste ano também supera o saque registrado em agosto de 2022, de R$ 22,016 bilhões, antigo recorde negativo.


Participe do grupo de empregos do Portal de Americana no WhatsApp. Clique no link: https://chat.whatsapp.com/JbK7hgnUkWZ7g3vsCcGNj6

O resultado do primeiro mês de 2023 se compara, inclusive, ao ano fechado de 2021, o quarto mais negativo da história, quando houve saída de R$ 35,497 bilhões.

Em dezembro, houve entrada líquida de R$ 6,259 bilhões, mas o resultado do ano passado foi o pior da história para a poupança, com saída de R$ 103,237 bilhões, quase o dobro do saque registrado em todo ano de 2015 (-R$ 53,567 bilhões), recorde negativo anterior.

Em janeiro, foram colocados na poupança R$ 300,785 bilhões, enquanto R$ 334,415 bilhões foram retirados. Considerando o rendimento de R$ 7,326 bilhões, o saldo total da caderneta somou R$ 972,638 bilhões, contra R$ 998,943 bilhões em dezembro.

Atualmente, com a taxa Selic a 13,75% ao ano, a poupança é remunerada pela taxa referencial (TR), atualmente em 0,0828% ao mês (1,00% ao ano), mais uma taxa fixa de 0,5% ao mês (6,17% ao ano). Quando a Selic está abaixo de 8,5%, a atualização é feita com TR mais 70% da taxa básica de juros.




Estudante foi estuprada e filmada depois de morta, aponta inquérito

Notícia Anterior

Prefeitura realiza limpeza e manutenção de vias em vários pontos da cidade

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Brasil