Cotidiano

Prefeitura instala semáforo na avenida Abdo Najar com a rua Tibiriçá

0
Foto: Divulgação
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Semana do consumidor

O cruzamento da avenida Abdo Najar com a rua Tibiriçá, região do bairro Conserva, ganhou um conjunto semafórico para ordenar o trânsito. O equipamento está operando em fase de testes, segundo o secretário adjunto da Unidade de Transportes e Sistema Viário (Utransv) e autoridade municipal de trânsito, Pedro Peol.

“O semáforo está em fase de teste nesta quarta-feira (16), se correr tudo bem vai funcionar em definitivo a partir de quinta-feira. A melhoria faz parte da remodelação viária promovida em conjunto com as obras de prolongamento da avenida Bandeirantes e a construção da alça do viaduto João Batista de Oliveira Romano. Irá auxiliar no ordenamento do trânsito e dar mais agilidade ao fluxo de veículos”, explicou Peol.

A prefeitura construiu o prolongamento de mil metros da Avenida Bandeirantes, a partir da Rua Rondônia, interligando a via ao novo acesso da alça do viaduto João Batista de Oliveira Romano. Além disso, foram executadas guias, sarjetas, galerias de águas pluviais, calçadas, remodelação viária, instalação de semáforo, ampliação das faixas de rolamento, pintura de guia, instalação para proteção de pedestres, sinalização de trânsito, instalação de conjunto semafórico e implantação da rede de iluminação com lâmpadas de LED.

“O conjunto de obras irá promover a mobilidade urbana no município, proporcionando o desenvolvimento daquela região. É uma obra esperada pela população há mais de 30 anos, que está sendo entregue pela gestão do prefeito Chico Sardelli”, disse o secretário de Obras e Serviços Urbanos, Adriano Alvarenga Camargo Neves.

As obras foram executadas por meio de contrapartida da empresa Caprem, pela Cel Engenharia e Prefeitura de Americana.


Morre Isabel Salgado, referência do vôlei brasileiro, aos 62 anos

Notícia Anterior

Lula diz que verdadeiro agronegócio é comprometido com meio ambiente

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano