Mundo

Trump é indiciado nos EUA em caso de suborno da atriz pornô Stormy Daniels

0
trump
Foto: Gage Skidmore/Wikimedia
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

Um grande júri em um tribunal de Nova York votou para autorizar o indiciamento do ex-presidente americano Donald Trump, no caso que investiga o pagamento de suborno a atriz pornô Stormy Daniels para ocultar um caso que ela teve com o republicano antes de sua campanha a presidente em 2016. A decisão do júri foi obtida nesta quinta-feira, 30, pelo jornal The New York Times e confirmada por um dos advogados do ex-presidente à agência Associated Press.

A abertura de um processo criminal contra Trump, pré-candidato nas eleições de 2024, deve ter implicações políticas tanto no Partido Republicano, no qual ele é favorito nas primárias contra o governador da Flórida, Ron DeSantis. Há duas semanas, Trump tentou mobilizar seus seguidores ao anunciar que seria preso. Uma detenção, no entanto, ainda não está no horizonte.


📱Receba as notícias do Portal de Americana no seu WhatsApp, clique aqui

A procuradoria do Estado de NY deve apresentar formalmente nos próximos dias as acusações contra o ex-presidente. Como o processo está sob segredo, ainda não estão claros por quais nem quantos crimes Trump responderá. Com isso, Trump se torna o primeiro ex-presidente da história dos Estados Unidos a responder formalmente por um crime.

Pela lei americana, que é inspirada no direito britânico, a procuradoria pode recorrer à votação de um grande júri para que um suspeito de um crime seja indiciado formalmente, em vez de a acusação ser autorizada por um magistrado, como ocorre no Brasil No caso de Trump, a equipe do procurador Alvin Bragg optou por recorrer à decisão do grande júri sobre o indiciamento do ex-presidente no caso Stormy Daniels.(Com agências internacionais)



Prefeito anuncia evento Rota Cervejeira Americana 2023

Notícia Anterior

Festa do Peão de Americana divulga grade de shows

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Mundo