Cotidiano

Anvisa alerta sobre problemas cardíacos com vacina da Pfizer, mas recomenda uso

0
Foto: Pixabay
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alertou nesta sexta-feira (9), para o risco de inflamação cardíaca após a vacinação contra Covid-19 com o imunizante da Pfizer e da Moderna depois do registro de casos nos Estados Unidos. Dessas duas, apenas a Pfizer está registrada pela Anvisa para uso no Brasil, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.  

Uma análise da agência reguladora norte-americana (Food and Drug Administration – FDA) sugere que há riscos aumentados para a ocorrência de miocardite e pericardite, particularmente após a aplicação da segunda dose das vacinas. Os sintomas – dor no peito, falta de ar, palpitações ou alterações de batimentos cardíacos – surgem alguns dias após a vacinação.   

Até o momento, não há relato de casos dessas complicações pós-vacinação no Brasil.

Para a Anvisa, a situação indica necessidade de uma maior sensibilização por parte dos serviços e profissionais de saúde para o adequado diagnóstico, tratamento e notificação de casos. A identificação precoce de sintomas e a adoção de tratamento oportuno são aspectos fundamentais para uma melhor evolução clínica de pacientes com quadro de miocardite e pericardite.   

A Agência esclarece que o risco de ocorrência desses eventos adversos é baixo, mas recomenda aos profissionais de saúde que fiquem atentos e perguntem às pessoas que apresentarem sintomas se elas foram vacinadas, especialmente com a vacina da Pfizer.  

A Anvisa orienta aos vacinados com o imunizante da Pfizer que procurem atendimento médico imediato se tiverem sintomas como dor no peito, falta de ar e palpitações. Além disso, orienta os profissionais de saúde e os cidadãos a notificarem imediatamente casos suspeitos à Agência. 

“A Anvisa ressalta que mantém a recomendação de continuidade da vacinação com a vacina da Pfizer, dentro das indicações descritas em bula, uma vez que, até o momento, os benefícios superam os riscos”, diz a agência em nota divulgada no site oficial


Gualter pede que prefeitura adote ponto biométrico de prestadores de serviços da rede de saúde

Notícia Anterior

Bar de Americana vai dar Tchay para quem doar agasalhos

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano