Geral

Campinas recebe feira funerária e atrai grandes empresas do setor

0
caixao velorio
Foto: Pixabay
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

O setor funerário movimenta anualmente cerca de R$ 7 bilhões, no Brasil, e nos últimos anos vem crescendo e se consolidando. Além de movimentar valores altos, o segmento está se modernizando e adotando diferenciadas práticas de acolhimento ao luto. É nesse cenário que, nesta quarta-feira (15), o Grupo Zelo, empresa especializada em death care, desembarcou na cidade de Campinas para a Exposição Nacional de Artigos Funerários 2023 (EXPONAF).

A feira recebe 90 expositores em uma área total de 10 mil metros quadrados no Expo Dom Pedro. A EXPONAF 2023 é a maior feira funerária já realizada na América Latina, e a coloca entre um seleto grupo de grandes eventos funerários realizados no mundo.

canal whats

Com cinco anos de mercado e atuação em 14 estados e no Distrito Federal, esta é a primeira vez que o Grupo Zelo participa do evento, onde irá para apresentar seus produtos e serviços, além de contar com a presença das lideranças da empresa. A empresa aproveita ainda para fortalecer sua operação em Campinas e região, onde possui três unidades de atendimento funerário e dois cemitérios – Parque Hortolândia e Colina dos Flamboyants.

Para o diretor de operações do Grupo Zelo, Roberto Sant’Ana, o evento é uma oportunidade de rever parceiros e conhecer novos projetos e produtos dentro do segmento. “Teremos um time de especialistas pronto para atrair e gerar novos negócios para a empresa e temos boas expectativas, tendo em vista que o mercado segue muito ativo e em crescimento. Vamos mostrar um pouco do trabalho que o Grupo Zelo vem realizando, com olhar voltado para a profissionalização e modernização do mercado, além de estratégias e ações pensadas para acolhimento das famílias enlutadas”, ressalta.



Loja Preço Justo realiza promoção de roupas jeans nesta sexta e sábado

Notícia Anterior

Globo expulsa Mc Guimê e Cara de Sapato do BBB

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Geral