Cotidiano

DER sugere pedágio em Americana, mas Chico descarta possibilidade

0
Foto: Marilia Pierre
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Semana do consumidor

O prefeito de Americana, Chico Sardelli(PV), negou a instalação de uma praça de pedágio municipal na Estrada Ivo Macris que liga Americana a Paulínia.

Em uma conversa informal, durante a visita ao local na manhã desta quarta-feira(30), o Diretor Regional do Der/Sp – Rio Claro, Danilo Luiz Dezan, sugeriu ao prefeito a instalação de uma praça de pedágio para que a cidade tenha dinheiro para manter a conservação da estrada.

O local está recebendo uma obra de recuperação que tem previsão de duração de dezoito meses e custo estimado em R$ 15,4 milhões.

O pedágio seria uma forma da cidade manter a conservação da via, já que o executivo não tem orçamento reservado para isso. Chico descartou a possibilidade.

“Americana é veementemente contra a instalação de pedágio aqui. O que pode se fazer é uma fiscalização mais atenta para diminuir os problemas futuros”, disse o prefeito. O excesso de peso dos caminhões é um dos principais problemas na conservação da via.

O radar que ficava na estrada foi transferido para a Avenida Florindo Cibin enquanto a obra é executada. Após a entrega da recuperação, um novo radar deve ser instalado no local para coibir a passagem de caminhões acima de três eixos que usam o local como rota de fuga do pedágio da Rodovia Anhanguera, em Nova Odessa.


Prefeito confirma troca de 20 ônibus da frota municipal

Notícia Anterior

Todas as UTI’s de Americana ficam vazias pela primeira vez na pandemia

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano