Cotidiano

EDITORIAL: O humor sem limites: mesmo que custe a dor e tragédia do outro

0
Foto: Reprodução
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli Natal

Conforme o Portal de Americana mostrou ontem, o humorista Leo Lins deve se apresentar na cidade neste final de semana. Para divulgar o show, ele gravou um vídeo em que faz piada sobre problemas e fatos do cotidiano da cidade. Assim como faz em todos os municípios em que se apresenta. Ele questiona seus seguidores sobre o que eles têm pra falar sobre a cidade e grava um vídeo “ácido” como forma de divulgação da sua presença.

Entre os pontos escolhidos para a gravação sobre Americana, está o acidente em que um trem atingiu um ônibus do transporte publico da cidade e matou nove pessoas em 8 de setembro de 2010.

Leo zombou de uma da maiores tragédias da cidade para promover seu “espetáculo” e mostrou, mais uma vez, que pra ele não há limites para o que chama de humor.

A enquete do Portal, em que foi questionado sobre os limites do humor, foi replicada pelo próprio humorista em seu perfil no Instagram, fazendo com que seus seguidores participassem da votação.

Até o momento em que não havia sido repostada pelo humorista e consequentemente recebido a votação da sua legião de fãs, a enquete do Portal trazia, em sua esmagadora maioria, rejeição ao tipo de “piada” praticada por Leo, neste caso, com um acidente fatal e gordofobia.

Leo comemorou a ‘virada’ do resultado da enquete agradecendo seus seguidores por terem “vencido a luta”, como se o ocorrido fosse uma disputa de colegial. Enquanto o humorista que se coloca a favor do “humor negro” – como ele mesmo usa -, famílias americanenses ainda choram a perda de entes no acidente que entrou pra história de Americana.
O humorista poderia, simplesmente, divulgar seu show com os fatos do cotiado e política, sem escalar sobre os corpos da vítimas.


Americana está há três semanas sem óbitos pela Covid-19

Notícia Anterior

Lojas Kacyumara promove mega saldão com mais de 20 mil itens com até 50% de desconto

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano