Cotidiano

Médica recusa convite para ser ministra da Saúde do governo Bolsonaro

0
Foto: Reprodução/CNN Brasil
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

A médica cardiologista, Ludhmila Hajjar, afirmou em entrevista à CNN que que recusou, por ‘motivos técnicos’, o convite para assumir o Ministério da Saúde. A entrevista foi concedida no início da tarde desta segunda-feira(15).

“Fiquei muito honrada pelo convite do presidente Bolsonaro, tivemos dois dias de conversas, mas infelizmente acho que esse não é o momento para que eu assuma a pasta do Ministério da Saúde por alguns motivos, principalmente por motivos técnicos”, disse a médica.

A médica se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello neste final de semana e nesta segunda recusou a função de chefia da pasta.

Hajjar defende o isolamento social e a vacinação em massa da população, além de ser favorável ao lockdown, implantado em alguns estados.


Siga o @portaldeamericana no Instagram (clique aqui)

Igreja Católica não pode abençoar uniões homossexuais, afirma Vaticano

Notícia Anterior

Butantan envia mais 3,3 milhões de doses de vacina ao governo

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano