Cotidiano

Médica recusa convite para ser ministra da Saúde do governo Bolsonaro

0
Foto: Reprodução/CNN Brasil
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli dois amores 2021

A médica cardiologista, Ludhmila Hajjar, afirmou em entrevista à CNN que que recusou, por ‘motivos técnicos’, o convite para assumir o Ministério da Saúde. A entrevista foi concedida no início da tarde desta segunda-feira(15).

“Fiquei muito honrada pelo convite do presidente Bolsonaro, tivemos dois dias de conversas, mas infelizmente acho que esse não é o momento para que eu assuma a pasta do Ministério da Saúde por alguns motivos, principalmente por motivos técnicos”, disse a médica.

A médica se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello neste final de semana e nesta segunda recusou a função de chefia da pasta.

Hajjar defende o isolamento social e a vacinação em massa da população, além de ser favorável ao lockdown, implantado em alguns estados.


Igreja Católica não pode abençoar uniões homossexuais, afirma Vaticano

Notícia Anterior

Butantan envia mais 3,3 milhões de doses de vacina ao governo

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano