Brasil e Mundo

Supremo nega habeas corpus ao ex-presidente Lula

0
Foto: Ricardo Stuckert
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 

O Supremo Tribunal Federal (STF) julgou hoje (4), o habeas corpus no qual a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tentava impedir eventual prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça Federal. Por 6 votos a 5 o STF negou o pedido da defesa.

Placar final: Fachin, Moraes, Barroso, Rosa Weber, Fux e Cármen Lúcia votaram pela prisão de Lula. Gilmar Mendes, Toffoli, Lewandowski, Marco Aurélio e Celso de Mello votaram contra prisão

Lula foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão e pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que aumentou a pena para 12 anos e um mês na ação penal do triplex do Guarujá (SP), na Operação Lava Jato.

“Tenho pra mim que não há ruptura ou afronta ao princípio da presunção de inocência o início do cumprimento da pena após a segunda instância”, disse Carmem Lúcia, a presidente da Corte.

LULA NÃO VAI SE MANIFESTAR
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu não se pronunciar sobre o julgamento de seu habeas corpus no Supremo Tribunal Federal, conforme informação da sua assessoria. Ele acompanhou o julgamento na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

Instalado no segundo andar do sindicato, Lula estava acompanhado da ex-presidenta Dilma Rousseff; do ex-prefeito Fernando Haddad; do presidente estadual do PT de São Paulo, Luiz Marinho; dos governadores Fernando Pimentel (Minas Gerais), Tião Viana (Acre) e Wellington Dias (Piauí); e dos ex-ministros Miguel Rosseto e Paulo Vanucchi.


DAE é flagrado descartando entulhos em área verde no Zanaga

Notícia Anterior

Casos de roubos em Americana têm redução de quase 60%

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.