Cotidiano

Vereadores visitam barragem e garantem que ela é segura 

0
Foto: Divulgação
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli Teatro

Os vereadores Geraldo Fanali (PRP), Gualter Amado (PRB), Juninho Dias (MDB), Professor Padre Sergio (PT), Rafael Macris (PSDB) e Thiago Martins (PV) realizaram nesta quarta-feira (20) uma visita técnica guiada à PCH Americana (Pequena Central Hidrelétrica), operada pela CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz) na barragem da Represa do Salto Grande, para vistoriar as condições de segurança da estrutura.
 
Os parlamentares foram recebidos pelo gerente de operações e manutenção da CPFL Renováveis, Waldemar Tralli, o especialista em relacionamento institucional e governamental da CPFL Energia, Sebastião Arcanjo, e o gerente de meio ambiente da CPFL Renováveis, Daniel Daibert.
 
Durante a visita, os parlamentares acompanharam uma apresentação técnica com dados e informações sobre a central hidrelétrica, vistoriaram as condições estruturais da unidade e tiraram dúvidas sobre os riscos associados a um possível rompimento da barragem.
 
Os representantes da CPFL explicaram as intervenções realizadas nas comportas da barragem e asseguraram não haver risco de rompimento. “As características da estrutura são completamente diferentes da barragem de Brumadinho. A possibilidade de rompimento é zero”, explanou Arcanjo. “Em hipótese alguma a barragem encontra-se sujeita a ruptura ou comprometimento de sua capacidade operacional”, acrescentou Tralli.
 
De acordo com os parlamentares, a visita foi importante para conhecer a real situação da estrutura. “Os moradores dos bairros próximos ficaram apreensivos, por isso é fundamental sanarmos as dúvidas existentes”, disse Juninho. “A visita é fundamental para colhermos informações mas também para constatar de perto a funcionalidade da barragem”, observou Martins. “Pudemos constatar que a barragem segue as normas recomendadas de segurança”, avaliou Fanali. “Por ser uma barragem de concreto armado cravada em rocha, tivemos a confirmação de que a possibilidade de rompimento é nula”, falou Gualter. “Foi importante sabermos que que existe um plano emergencial caso aconteça um desastre”, comentou Macris. “É importante também alertar para a necessidade de limpeza dos aguapés da represa”, ponderou Padre Sergio.
 
Segundo a CPFL, após a veiculação de informações sobre os riscos de rompimento da barragem a companhia já se reuniu com o governo do estado e representantes da Defesa Civil das cidades próximas. “Apresentamos o Plano de Ação Emergencial em caso de incidente e as defesas civis irão avaliar e sugerir melhorias”, completou Tralli.


Quatro dos atuais vereadores aprovaram a criação da nova área azul de Americana

Notícia Anterior

Papa pede medidas concretas para erradicar crimes sexuais no clero

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano