Cotidiano

Prefeitura alerta para áreas de risco do carrapato estrela

0
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli Teatro

As Secretarias de Saúde e de Meio Ambiente da Prefeitura de Americana estão alertando os munícipes para que evitem os locais de mata, próximo a rios, córregos, entre outros, áreas consideradas de risco com incidência de carrapato estrela, transmissor da doença febre maculosa. O objetivo é proteger a população e controlar a doença.

A prefeitura, por meio do Programa de Vigilância e Controle de Carrapatos e Escorpiões (PVCE), delimitou as possíveis áreas de risco em Americana. São elas:

– Área da Carioba: Pesqueiros do Rio Piracicaba, próximos ao parque têxtil da Rua Carioba;
– Área da Casa de Cultura Herman Müller: Mata ciliar adjacente ao Ribeirão Quilombo;
– Área do Rio Jaguari: Região pós-represa do Salto Grande (chácaras nas proximidades da Colônia Agrícola do Sobrado Velho);
– Área do Museu Histórico: Pesqueiros na confluência dos rios Atibaia e Jaguari;
– Área do Assentamento Milton Santos: Matas ciliares do Rio Jaguari e Córrego Jacutinga;
– Área da ponte do Rio Piracicaba, sobre a Rodovia Anhanguera: Pesqueiros locais;
– Área do Rio Piracicaba: Pesqueiros nas proximidades do Centro de Detenção Provisória de Americana (CDP);
– Área da represa do Jardim Imperador: Residencial Portal dos Nobres;
– Área da Praia dos Namorados: Orla da Represa do Salto Grande;
– Área do Bairro Mirandola: Pastos e matas periféricas
– Área da Praia do Zanaga: Braço da Represa do Salto Grande entre os bairros Antônio Zanaga e Vale das Nogueiras;
– Área da Usina da CPFL: Represa do Salto Grande;
– Área do Ribeirão Quilombo: Toda a extensão;
– Área verde do Parque Nova Carioba: Mata ciliar do córrego Bertini.

Caso haja necessidade extrema de frequentar um desses locais, as pessoas devem proceder da seguinte forma:

– Utilizar roupas claras para facilitar a visualização dos carrapatos;

– Colocar a barra das calças dentro das meias e calçar botas de cano alto;

– Examinar o corpo cuidadosamente, a cada três horas, porque carrapatos transmitem a bactéria causadora da febre maculosa depois de algumas horas após a picada na pele;

– Ter cuidado ao retirar o carrapato que estiver grudado à pele, fazendo-o mediante uma leve torção.

Se frequentou um desses locais e teve contato com o carrapato e, em um período de dois a 14 dias, apresentar febre alta, dores no corpo, dores de cabeça, calafrios e manchas avermelhadas na pele, deve procurar imediatamente o serviço de saúde.


Juninho Dias pede atendimento pediátrico 24 horas no Pronto Atendimento do Zanaga

Notícia Anterior

Por não ter tomado vacina, Bolsonaro pode ser barrado em evento mundial

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano