Cotidiano

Prefeitura inicia reforma das instalações elétricas do Mercadão

0
Foto: Divulgação/PMA
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Semana do consumidor

O prefeito de Americana, Chico Sardelli, anunciou na terça-feira (10), o início das obras de melhoria do sistema elétrico do Mercado Municipal, o Mercadão. Chico esteve no local ao lado do vice-prefeito, Odir Demarchi e do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Rafael de Barros, para verificar a situação atual das instalações.

Ao todo, serão investidos cerca de R$ 310 mil de recursos próprios da Prefeitura. As obras incluem a instalação de um novo padrão de entrada com quadro de medição externo e ramal aéreo, substituição dos circuitos individuais para a alimentação dos quadros dos boxes e do quadro da administração, além da execução de quadro de distribuição da administração e iluminação.

Segundo Rafael de Barros, o trabalho será executado a partir desta quarta-feira (11), atendendo a uma antiga reivindicação dos comerciantes do local. “Há décadas não temos manutenção nesta área do mercadão, e a gente colocou isso como prioridade, por uma questão de segurança”, ressaltou.

“O mercado é um patrimônio histórico, toda a população da cidade gosta de vir, nada mais justo que reformar essa parte elétrica, tão importante “, destacou o vice Odir Demarchi.

O prefeito Chico Sardelli comemorou o início da reforma. “Fico muito feliz com esse dia, a possibilidade de levantar novamente a história de um marco muito importante para a cidade de Americana, que é o Mercado Municipal”. “Esta é uma primeira etapa de melhoria, ainda teremos muito mais para o Mercadão”, completou o prefeito.

A reforma não vai afetar o funcionamento do mercadão nem o atendimento ao público. A prefeitura estima que o prazo para conclusão das obras seja de 60 dias.


Previsão indica frio intenso e temperatura de até 0ºC na próxima semana

Notícia Anterior

Prefeitura vai montar abrigo para pessoas em situação de rua e cães durante onda de frio

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano