🌐 Cotidiano

Projeto de lei estabelece “sinal vermelho” para combate à violência doméstica

0
Foto: Divulgação
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli pais 2021

A vereadora Nathália Camargo (Avante) e o vereador Juninho Dias (MDB) protocolaram na secretaria da Câmara Municipal de Americana um projeto de lei em que propõem ao Poder Executivo a criação do Código “Sinal Vermelho” no município de Americana.

De acordo com os autores, o objetivo da proposta é oferecer a mulheres em situação de violência doméstica ou familiar a oportunidade de, reservada e silenciosamente, fazerem denúncias e pedir socorro em repartições públicas e estabelecimentos comerciais, entre outros parceiros do programa.

“A vítima poderá apresentar o sinal “X” em vermelho na palma da mão e assim que identificada a polícia deverá ser acionada pelo estabelecimento parceiro, a fim de propiciar o acolhimento e a assistência da vítima, resguardado o direito ao sigilo e à privacidade durante todo o processo”, explicam.

“A violência contra a mulher vem crescendo constantemente no Brasil. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Mulher da Família e dos Direitos Humanos, o Brasil registrou pelo canais Disque 100 e 180 uma denúncia de violência contra a mulher a cada cinco minutos. Isso só mostra o quanto é importante oferecermos ferramentas para que essas mulheres possam pedir ajuda”, concluem.

O projeto de lei será encaminhado para as comissões técnicas permanentes da Casa e, não havendo impedimentos para tramitação, será votado pelos vereadores em Plenário, durante sessão ordinária.


Homem faz ‘cabana’ com cobertor para furtar fios e é preso

Notícia Anterior

Polícia Federal abre inquérito para investigar Bolsonaro

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.