Cotidiano

Com câncer, jovem de Sumaré emociona em vídeo em que raspa o cabelo

0
Fotos: Reprodução
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli Eletro

Se no ano de 2020 a vida e a rotina de todas as pessoas do mundo foram drasticamente transformadas, a do sumareense Diego Trevisan teve uma mudança ainda mais intensa. Além das restrições impostas pela pandemia, o ator de 35 anos descobriu em junho daquele ano um câncer na região do tórax, chamado tecnicamente de Linfoma de Hodgkins Clássico. Ainda lutando contra a doença, um vídeo emocionante dele e de sua família está viralizando nas redes sociais e servindo como inspiração para outras pessoas que também estão em tratamento.

O vídeo, recém-publicado no Youtube, já conta com quase 7 mil visualizações e 215 compartilhamentos (somando-se Instagram e Facebook), além da repercussão pelo Whatsapp, impossível de ser mensurada. Na gravação, seus pais Hermenegildo e Dinorá Trevisan, o irmão Tiago Trevisan e a amiga Nathália Santos participam de um dos momentos mais simbólicos para a maior parte das pessoas que estão na luta contra o câncer: o corte do cabelo.

“Assim que fui diagnosticado com câncer, passei por 12 sessões de quimioterapia ao longo de quase 6 meses. Nesse tempo, apesar dos efeitos do tratamento no meu corpo, o cabelo não caiu. As primeiras sessões fizeram o câncer regredir, mas ele não sumiu completamente, o que tornou necessário o prolongamento do tratamento. Nessa segunda fase, o meu cabelo começou a cair e foi quando decidi, ao lado da minha família, raspá-lo completamente”, conta.

Ao final do vídeo, em meio à emoção de todos, Diego é surpreendido com o irmão Tiago afirmando que também gostaria de raspar o seu próprio cabelo.

“Fiquei muito emocionado. Em uma época de distanciamento não só físico, mas também emocional, contar com o apoio da família e de amigos nesse processo está sendo algo extremamente importante”, completou.

“Pensei que fosse coronavírus”
Trevisan conta que descobriu o câncer após sentir um desconforto no pulmão e falta de ar. “No início, eu pensei que fosse a Covid-19. Mas, ao fazer vários exames, o médico pediu uma biópsia que nos deu o resultado”.

Segundo o ator, que chegou a perder 15 quilos durante o processo, além de momentos de medo e incertezas, ele se considera mais forte do que antes do diagnóstico.

“Perceber que ninguém é um super-herói e o quanto a vida é efêmera foram os primeiros choques que tive. Por outro lado, a cada sessão de quimioterapia eu ia me fortalecendo mais emocional e espiritualmente, e entendendo melhor quem eu sou, a minha relação com amigos e família, meus medos e angústias e que devemos deixar uma mensagem positiva para o mundo.”

Um futuro curta-metragem

E foi pensando em deixar uma mensagem positiva para o mundo que ele resolveu publicar o vídeo que, futuramente, se transformará em um curta-metragem. “Eu acho que muita gente que está passando pelo mesmo que eu vai se conectar com o vídeo. Ele é, na verdade, um trecho de um documentário que estamos produzindo, que se chamará ‘A cura do corpo’. O que eu quero de verdade é mostrar, por meio da minha luta, que a vida vale a pena, que uma doença não pode nos dominar, que é possível ser feliz. Quero ser o exemplo que eu não encontrei quando fui diagnosticado. A vida é efêmera, mas as marcas que deixamos nos outros não”, disse o ator.

Diego Trevisan finalizou a segunda etapa de sessões de quimioterapia. Na segunda quinzena deste mês de abril, ele realizará exames para que os médicos informem-no quais serão os próximos passos do tratamento.

Americana atinge meta de vacinação de 2ª dose e suspende drive-thru

Notícia Anterior

No pior momento da pandemia, diretor do Hospital Municipal pede demissão

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano