Cotidiano

Americana arrecada 2 toneladas de tampinhas para o Hospital do Câncer

0
Foto: divulgação
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Tivoli Natal

A Guarda Municipal de Americana despachou para uma transportadora, nesta quinta-feira (19), uma carga contendo dois mil quilos de tampinhas e 100 quilos de lacres metálicos que foram obtidos por meio de uma campanha de arrecadação realizada na sede da corporação. A transportadora encaminhará o material para a Associação Voluntária de Combate ao Câncer (AVCC), de Barretos, que presta auxílio a pacientes em tratamento no Hospital de Amor.

“Na verdade essa foi uma ação coletiva, que contou com o apoio de muita gente. Temos que agradecer a população de Americana, que não mediu esforços para se dirigir até a Gama e fazer as doações. Mas somos gratos, também, à população da cidade de Engenheiro Coelho, que nos enviou material, e à contribuição de Juliana Cordenonsi, que teve a ideia de fazer da sede da corporação um local de arrecadação. Nosso agradecimento especial também a Maria Fernanda Grecco Meneghel, que se dedica há anos ao projeto Rosa do Bem, pela prevenção ao câncer de mama e mais qualidade de vida das mulheres de Americana, e à Transportadora Americana”, afirmou o comandante da Guarda Municipal, Marcos Guilherme. Ele lembrou, ainda, que a arrecadação não para por aqui e a população pode continuar levando os lacres e as tampinhas até a Gama a qualquer hora em todos os dias da semana. A sede da Guarda Municipal de Americana fica na Praça Tiradentes, no Jardim Colina.


“Além da AVCC, a doação dos lacres e tampinhas vão contribuir com a Instituição Fraternal Terapêutica Olguinha, que funciona junto ao Hospital Psiquiátrico Seara, em Americana, e presta assistência a doentes com problemas físicos e mentais por meio de práticas terapêuticas alternativas”, completou Marcos.


Liverpool vence Flamengo e conquista o mundo pela primeira vez

Notícia Anterior

Moradores de rua ganham ceia de Natal em Americana

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano