Cotidiano

Bolsonaro muda cúpula de comissão sobre mortos e desaparecidos políticos

0
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Semana do consumidor

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (1º) que a troca de membros da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos aconteceu por que “mudou o presidente” da República. “O motivo é que mudou o presidente, agora é o Jair Bolsonaro, de direita. Ponto final. Quando eles botavam terrorista lá, ninguém falava nada. Agora mudou o presidente. Igual mudou a questão ambiental também”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada nesta manhã.

O governo trocou quatro dos sete membros da comissão. De acordo com o decreto publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial da União, Marco Vinicius Pereira de Carvalho substitui Eugênia Augusta Gonzaga Fávero na presidência do colegiado; Weslei Antônio Maretti (coronel reformado do Exército) substitui Rosa Maria Cardoso da Cunha; Vital Lima Santos(oficial do Exército) substitui João Batista da Silva Fagundes(coronel da reserva); e Filipe Barros Baptista de Toledo Ribeiro(PSL) substitui Paulo Roberto Severo Pimenta(PT).

A Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos foi criada em 1995, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, para fazer o reconhecimento de desaparecidos em razão de participação ou acusação de participação em atividades políticas no período de 2 de setembro de 1961 a 15 de agosto de 1979. O período abrange parte do regime militar até o ano em que foi promulgada a Lei da Anistia.

Hoje vinculada ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, a partir de 2002, a comissão passou a examinar e reconhecer casos de morte ou desaparecimento ocorridos até 05 de outubro de 1988, data de promulgação da Constituição.


Thiago Martins registra boletim de ocorrência contra CPFL por corte de árvores

Notícia Anterior

Romi abre vaga de emprego para Santa Bárbara

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano