Cotidiano

Eclipse lunar poderá ser observado amanhã em Americana

0
Foto: Will Moreira/Portal de Americana
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

Os americanenses que olharem para o céu no final da tarde e início da noite desta terça-feira(16), poderão admirar o eclipse parcial da Lua. O Observatório Municipal de Americana (OMA) abrirá ao público para observação.

“Quando a Lua nascer no horizonte leste, às 17h35, ela já estará eclipsada”, explicou o astrônomo Carlos Andrade. “Se o clima colaborar, além do telescópio principal outros dois equipamentos menores serão utilizados no deck de observação. Importante salientar, porém, que ao contrário de outros eventos astronômicos, os eclipses são melhor observados a olho nu, e não por meio de instrumentos ópticos, que na maioria das vezes possuem campo visual muito pequeno”, disse.

canal whats

“Ao observar a sombra da Terra na Lua convém lembrar que ela se desloca a razão de 1km/s. Sendo parcial, significa que a Lua não entrará completamente no cone de sombra que a Terra projeta no espaço, o que ocorre quando o eclipse é total, como aconteceu neste ano em 21 de janeiro. O próximo eclipse total da Lua a ser observado em nossa região está marcado para o dia 16 de maio de 2022”, afirmou Andrade.

“Por fim, é importante informar aqueles que não puderem ir ao Observatório, que o eclipse poderá ser visto de qualquer ponto da cidade. Belas fotografias da fase parcial poderão ser obtidas com câmeras digitais. Os pais devem chamar atenção das crianças por volta das 17h35, momento do nascer da Lua, a Leste, para observarem um lindo espetáculo, que com certeza irá fazer parte das suas inesquecíveis experiências da vida”, conclui o astrônomo Carlos Andrade.

O OMA fica entre o Parque Ecológico Cid Almeida Franco e o Jardim Botânico e Possui entrada privativa pela Rua Itacolomi, n° 1113, Jardim Ipiranga.



Fonte de praça central de Americana será inaugurada com shows e food trucks

Notícia Anterior

Bairros de Americana ficam sem energia

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano