Cotidiano

Festa Confederada de Santa Bárbara é denunciada por suposto racismo

0
Foto: Divulgação/PMSBO
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Semana do consumidor

Defensoria Pública do Estado de São Paulo recebeu uma denúncia feita pela deputada Erica Malunguinho(PSOL), contra a Festa Confederada que acontece anualmente em Santa Bárbara d’Oeste. O motivo da denúncia seria um suposto racismo pelo uso e apologia a símbolos ligados a grupos suprematistas brancos e racistas.

O evento realizado pela Fraternidade Descendência Americana-FDA reúne milhares de pessoas no Cemitério dos Americanos e celebra a tradição dos primeiros imigrantes vindos dos estados do sul dos Estados Unidos.

De acordo com Mônica Bergamo, o Núcleo Especializado de Defesa da Diversidade e da Igualdade Racial solicitou informações às secretarias paulistas de Cultura e da Fazenda sobre eventuais investimos públicos no evento. Os reesposáveis pelo evento não responderam o contato.

A Unegro-União dos Negros e Negras pela Igualdade e movimentos sociais organizados de Americana e Santa Bárbara d’ Oeste lançaram no ano passado um manifesto contra a festa. Eles afirmam ser contra o uso dos objetos que remetem ao racismo.

A edição de 2020 da festa, em decorrência do novo coronavírus, foi adiada.


Exame confirma que Maria Giovana teve faringite e não Covid-19

Notícia Anterior

37 pessoas morrem em acidente no interior de SP

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano