Cotidiano

Policial que atirou contra motoboy quis entrar armado na casa, diz The Farm

0
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Semana do consumidor

O The Farm emitiu uma nota de esclarecimento no início da tarde deste domingo(6), sobre o assassinato ocorrido no interior da casa noturna durante a madrugada.

Rodrigo Borges, de 40 anos, foi morto por volta da 1h atingido por 5 disparos de arma de fogo. De acordo com a casa noturna, os disparos foram efetuados por um policial. Ao chegar no local e se identificar, a casa sugeriu que o policial guardasse a arma em um cofre, porém o mesmo se negou e ingressou no local armado.

“Nenhum dos funcionários e/ou prestadores de serviço do Farm Entretenimentos Ltda. têm qualquer tipo de envolvimento nos fatos ocorridos em razão de desentendimento entre dois clientes, de maneira isolada, que frequentavam a casa”, disse a casa em nota enviada ao Portal de Americana.

A discussão entre o policial e o motoboy aconteceu na área de fumantes do local. O Corpo de Bombeiros foi acionado realizou a reanimação, porém a vítima faleceu ao dar entrada no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi.

Procurada, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo não respondeu os questionamentos enviados pelo Portal. O policial ainda não teve a identidade revelada.

A casa se colocou à disposição das autoridades competentes com a investigação e demais procedimentos pertinentes.

Leia a nota na íntegra.

“O Farm Entretenimentos Ltda. esclarece, em relação ao ocorrido na noite do dia 05/12/2020, que atende todas as determinações legais para preservar a segurança de seus clientes.
Para o ingresso em seu estabelecimento, os clientes são submetidos à revista pessoal e a detector de metais, além de contar com corpo de segurança especializado.
Na fatídica noite, um dos envolvidos se apresentou como Policial, com porte de arma, oportunidade em que, a casa, em cumprimento aos requisitos legais e, ao procedimento interno de segurança, disponibilizou cofre em ambiente seguro para o depósito da arma de fogo durante a permanência em suas dependências.
O Policial, na qualidade de cliente e, em exercício de seus direitos, optou por permanecer armado no estabelecimento.
Nenhum dos funcionários e/ou prestadores de serviço do Farm Entretenimentos Ltda. têm qualquer tipo de envolvimento nos fatos ocorridos em razão de desentendimento entre dois clientes, de maneira isolada, que frequentavam a casa.
O Farm Entretenimentos Ltda. se solidariza com os familiares da vítima e se coloca à disposição das autoridades competentes com a investigação e demais procedimentos pertinentes.”


Morre o homem baleado em casa noturna de Americana

Notícia Anterior

Covid-19: Brasil tem 6,57 milhões de casos e 176,6 mil mortes

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano