Cotidiano

Entre os vereadores, Meche é o único candidato a defender o Bolsonarismo

0
Foto: Divulgação
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
Semana do consumidor

Doze dos atuais 19 vereadores na Câmara Municipal de Americana tentarão a reeleição no próximo domingo, até o momento Marschelo Meche (PSL) é o único candidato entre eles a defender e se associar ao presidente Jair Bolsonaro e seu grupo político publicamente.

Segundo assessoria de campanha do candidato, a relação entre Meche e Bolsonaro data de muito antes das eleições desse ano. “A relação de Marschelo Meche com Jair Bolsonaro começou em 2016, quando Marschelo Meche esteve no gabinete do deputado em reunião durante articulação pelo impedimento do mandato da ex-presidente Dilma Rousseff, do PT, as convergências políticas começaram nesse momento”, declarou.

Desde então, o vereador se encontrou em outras ocasiões com o presidente. Em 2018, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) gravou vídeo junto ao vereador em apoio ao projeto Escola Sem Partido e aporte financeiro para investimentos na represa de Salto Grande. Esse ano, em visita ao presidente na capital, o vereador conseguiu emendas parlamentares para saúde e educação junto a deputados na base.

Há movimentos importantes que demonstram a relação política de Meche e Bolsonaro. Nas eleições de 2018, quando o vereador sinalizou à cúpula do PSDB de Americana que não apoiaria Geraldo Alckmin às eleições daquele ano, o que levou ao rompimento de relações partidárias e a filiação do vereador no PSL, o partido que elegeu o presidente Bolsonaro e o deputado Eduardo.

“A relação de Meche com o presidente não é fruto de casuísmo, há pautas em comum acordo as principais bandeiras defendidas pelo presidente também são defendidas pelo vereador em Americana”, diz a assessoria do vereador em nota.


URGENTE: Guarda apreende material fake contra Chico Sardelli

Notícia Anterior

Menores foram usados na distribuição de material contra Chico

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano