Cotidiano

Santa Bárbara perde recurso para asfalto após vereadores travarem projeto da prefeitura

0
img 5171
------ CONTINUA APÓS PUBLICIDADE ------ 
FAM 2023

O prefeito de Santa Bárbara d’Oeste, Rafael Piovezan, retirou nesta sexta-feira (9) da Câmara Municipal o projeto de lei que autoriza a Prefeitura a contrair financiamento no valor de R$ 25 milhões por meio do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento voltado ao Setor Público).

A retirada do projeto ocorre diante da informação recebida pelo Município nesta data, da Caixa Econômica Federal, sobre a indisponibilidade de recursos oferecidos por meio do Finisa para este ano.

canal whats

Protocolado em agosto do ano passado, o projeto teve seu rito dentro da Câmara postergado em ações do presidente, vereador Paulo Monaro, e dos vereadores Eliel Miranda, Reinaldo Casimiro e Carlos Fontes.

O recurso oriundo do Finisa seria utilizado em mais uma etapa de asfaltamento do bairro Cruzeiro do Sul, recapeamento de diversas vias pela cidade, além de demais obras de infraestrutura.

Vale ressaltar que nestes 6 meses em que o projeto esteve na Câmara, a Prefeitura se dispôs ao diálogo para esclarecimento de possíveis dúvidas. Por duas vezes, secretários municipais foram até à Câmara, explicando aos vereadores todos os pontos do projeto e respondendo questionamentos. Mesmo assim não houve a assinatura dos vereadores Eliel Miranda e Reinaldo Casimiro no parecer da Comissão de Justiça e Redação da Câmara para que o projeto fosse pautado para votação – o que demonstra falta de bom senso da Comissão e consequente morosidade do Poder Legislativo.

Durante todo o período, a Prefeitura buscou, de todas as formas, o entendimento da Câmara Municipal sobre a importância do projeto que possibilitava atender a um pedido de décadas de inúmeras famílias – aquelas que convivem com a insegurança e o desconforto do barro quando chove e da poeira em dias de sol, no caso do Cruzeiro do Sul, e aquelas que moram em ruas onde há a necessidade do recapeamento. Entretanto, o presidente da Câmara, vereador Paulo Monaro, e os vereadores Eliel Miranda, Reinaldo Casimiro e Carlos Fontes preferiram utilizar o regimento interno do Poder Legislativo de forma política, inviabilizando tal projeto.

Assim, a Prefeitura novamente se compromete a buscar outras alternativas para minimizar tal impacto negativo aos moradores, executando uma obra que é de fundamental importância à população do Cruzeiro do Sul e a toda Santa Bárbara d’Oeste. “Todos os estudos e projetos que viabilizam a obra do Cruzeiro do Sul e o recapeamento em diversas ruas da cidade foram colocados de lado, em uma decisão de alguns vereadores. Percebemos nitidamente a falta da sensibilidade e o interesse pessoal de alguns acima do interesse coletivo de toda a sociedade. O nosso trabalho sempre teve como foco a melhoria da qualidade de vida das pessoas e, diante deste fato, redobramos novamente os esforços para superar as adversidades políticas que surgem pelo caminho”, disse o prefeito Rafael Piovezan.



Banco de Sangue do HM terá horário especial no Carnaval

Notícia Anterior

Americana renova frota de veículos para transporte de pacientes

Próxima Notícia

Aproveite e leia também

Comentários

Não é permitido comentar nesta notícia.

Mais em Cotidiano